Novo vídeo da Haitian Mag | The Lost Tapes

Fazia tempo que não nos empolgávamos tanto com um vídeo aqui na Vanguarda, e olha que 2014 foi um ano marcado por sessões pesadíssimas para os chamados VODs (Video On Demand*), teve a ‘The 666 Series’ com os bloodlines da SSM, a sequência da Vibralux com Bolino, Broskow e Haffey, e o inovador e desconstrutivo ‘18 Plus’ do Sean Kelso. Contudo, a última produção dos lunáticos da Haitian Mag marretou todas as expectativas e mostrou que esperar o melhor momento nem sempre é uma opção, e sim necessidade. ‘The Lost Tapes’ não é totalmente novo, mas também nunca será velho, é daqueles vídeos que marcam gerações.

As gravações começaram em 2012, mas no final de 2013 eles se separaram das sessões cotidianas, era a vida, outros projetos e viagens que não deixaram os Haitianos concluírem a saga. Em 2015, de volta da acidentada tour de verão europeia, Brian Bina encarou a missão de editar as 100 fitas VHS gravadas nas clássicas câmeras VX de Dylan Davis e Malcolm Heard. O resultado: 69 minutos corridos do mais puro e verdadeiro streetão, com montagens memoráveis e partes de John Bolino, Dylan Davis, Sean Darst, Malcolm Heard, Quintin Lamb, Xathan Stewart, Seba Seufferheld, Nick Labarre e Brian Bina. Enfim, resta assistir o trailer abaixo, juntar os amigos e as moedas para comprar o download por apenas $15 doletas no Sellfy, clicando aqui!

www.hatianmag.com

Em todos os sentidos!

* Video On Demand – Literalmente vídeo por demanda, é uma forma de vender os novos vídeo através de download pago.

Vanguarda | Na Pista

Esse post encerra as comemorações de um ano de Vanguarda e também dá abertura para uma nova fase. Mas antes disso, já estava na hora de apresentar uma verdade inegável, afinal, mesmo depois de tanto nos afirmarmos como patinadores de rua (onde de fato acreditamos estar a essência do patins street), temos de confessar que nos amarramos em uma sessão ‘Na Pista!’

A primeira mini tour pré Vanguarda terminou com todos os membros em uma cansada sessão em São Bernardo ‘Campon’, a segunda-feira ensolarada engana a temperatura e os ânimos escodem o cansaço depois de quatro dias de sessão seguidos na rua, filmando e fotografando para o lançamento da marca. Esse vídeo também foi filmado pelos amigos Felipe Zamba e Kaia Malaghini em 2013 e ficou guardadinho esse tempo todo esperando o momento certo de ser lançado. (Assim como esse Fastslide ‘Grebadinho’ do Erick, também por Felipe Zamba)

Erick - Fast - Na Pista

‘Na Pista’ é uma nova série com os membros da Vanguarda fazendo o que muitos patinadores fazem em todas as sessões: escolher um pico, amigos, patinar sem se preocupar em produzir e sem ‘mindgames’ para vencer. É simplesmente deixar fluir e repetir, ou não, as mesmas manobras de sempre, com um sorriso no rosto e a satisfação de estar fazendo o que mais gosta. Apesar de gostar muito da rua, aprendemos a respeitar e gostar muito das sessões cotidianas que acontecem em pistas e picos espalhados por ai, sem restrição mas com muita diversão!

Em todos os sentidos,

Vanguarda

Making of | Fotografia | Felipe Zambardino

Esse post-homenagem marca as comemorações do primeiro ano da Vanguarda. O vídeo ‘making of’ que apresentamos pela primeira vez agora, foi filmado há mais de um ano e meio atrás, e mesmo depois de tanto tempo, ainda não temos palavras para agradecer a parceria do casal mais emblemático do Patins Street nacional: Felipe Zambardino e Kaia Malaghini foram também os responsáveis por várias imagens e fotos que postamos nesse meio tempo. E ainda vão assinar pelas cenas do nosso próximo vídeo, o primeiro da série ‘Na Pista’, que sairá muito em breve, aguardem.

Mad e Zamba patinam juntos desde os anos 90, convivem e respiram a mesma cultura, mas só depois de muitos ‘cliques’ e ‘recs’ na camaradagem, conseguiram fechar uma parceria mais profissional. Contudo, muito além de um trabalho, a amizade continua sendo o fio condutor para dar certo. Desde o primeiro encontro com os membros da Vanguarda, o paizão Zamba praticamente adotou-os e tem os recebido em casa de braços abertos e com sorriso no rosto, sempre que pode. Na última visita, fez questão de fotografar e tratar esses três retratos: Lucas, Mad e Jimmy, respeitando todos os pontos da nossa identidade visual, para assiná-los com orgulho, do início ao fim.

Mas esse post é mais do que um agradecimento, gostaríamos mesmo de chamar a atenção para o excelente trabalho que Zamba tem feito para cena, afinal, em pouco tempo ele se consolidou como um dos principais fotógrafos do Patins Street. Isso não pode passar desapercebido em uma cultura que busca se consolidar, são esses ‘instantes fixados’ que vão dizer para os patinadores das próximas gerações quem fomos e o que fizemos. Tomando por base uma frase do pai do fotojornalismo, podemos dizer que o que o Zamba tem feito, para além de arte, é não deixar que o Patins Street desapareça na história.

 “De todos os meios de expressão, a fotografia é o único que fixa para sempre o instante preciso e transitório. Nós, fotógrafos, lidamos com coisas que estão continuamente desaparecendo e, uma vez desaparecidas, não há mecanismo no mundo capaz de fazê-las voltar outra vez. Não podemos revelar ou copiar uma memória.”

– Henri Cartier-Bresson

A Vanguarda se orgulha de, nesse primeiro ano de história, ter conseguido deixar tão verdadeiros e belos ‘instantes’ nas lentes desse patinador e fotógrafo, que por excelência se tornou uma referência e um dos mais respeitados membros de nossa cultura… Obrigado Zamba!

Em todos os sentidos,

Vanguarda.

Um ano de Vanguarda

Foram 12 meses, 365 dias, 8760 horas… acreditando! A Vanguarda é uma loja de Patins Street e tem trabalhado e pensado com muito carinho para elevar nossa comunidade. Sempre confiamos nessa cultura, para nós sempre foi muito mais que um simples mercado, é nossa vida! Os passos foram dados conforme as pernas, ainda curtas, mas firmes. Percorremos um longo caminho para apresentar cada novo trabalho, cada vídeo publicado, cada foto postada, cada texto escrito. Os resultados? São muitos e cotidianos, é uma cultura que além de crescente se fortalece a cada novo membro. E para eles temos um recado: sejam bem-vindos e saibam que temos muito mais a oferecer, somos um grupo social, somos uma família, somos Patinadores de Street e continuaremos caminhando sempre à frente…

Em todos os sentidos,

Vanguarda!

Marcas e Parcerias | Create Originals

Somos parte dessa comunidade onde o posicionamento vale mais que benefícios comerciais. Vamos apresentar uma a uma as nossas escolhas e parcerias, sempre empresas idealizadas e comandadas por patinadores, que ajudaram a criar o Patins Street tal com o vivemos e estão ligados visceralmente à nossa cultura, o que é fundamental!

Create Originals é a base mais querida por patinadores em todo mundo. Além da possibilidade de personalização através das placas de acrílico e o ‘template’ lateral, a qualidade das bases é incontestável. A marca concentrou alguns dos patinadores de street mais lendários de todos os tempos em três grupos, os amadores: Mark Wojda, Austin Paz, Franco Cammayo e Sean Darst, os internacionais: Takeshi Yasutoko, Gabriel Hyden e Marc Moreno e os profissionais: Alex Broskow, Billy O’neil, Sean Kelso, John Bolino, Montre Livingston e Brian Shima. Tá bom para vocês? Para nós esse carimbo de qualidade já basta!

Moodboard - Create

À frente da marca um trio de peso: Brian Lewis, Hakeen Jimoh e Billy O’neil, três patinadores que juntos representam todas as gerações de patinadores em Nova Iorque, responsáveis também pelo principal evento da metrópole, o “NYC Street Invitational”. Juntos criaram um fenômeno chamado pelos mais íntimos de OG e desejado pelos patinadores (tantos que a marca tem sérios problemas para anteder todos seus pedidos). Aqui no Brasil são mais de 2 anos trabalhando em parceria, podemos dizer com orgulho que boa parte das manobras tupiniquins com essas ‘belezocas’ saíram do nosso estoque.

Entre altas e baixas as Create Originals estão sempre por aqui na Vanguarda, e dessa vez podemos brincar com os termos de Henry Ford, de fato: “O cliente pode ter a OG da cor que quiser, contanto que seja preta!”  Confira todos os produtos OG clicando aqui!

.

Create Originals | Em todos os sentidos

Andrey Akira | Sempre será Vanguarda!

É com muito orgulho que escrevemos esse post, antes da Vanguarda existir já estávamos sendo apadrinhados por uma das figuras mais icônicas do Patins Street paulistano… italiano e japonês! Andrey Akira nos acompanhou durante os primeiros passos e por um ano de amadurecimento, crescimento e diversão. O ‘Godfather’ se despede agora como membro da Vanguarda, mas sempre será nosso padrinho nas sessões mais divertidas pela rua. A vida dá passos largos e ele já foi bem acolhido pelo amigos da Rolling Sports, é hora de trabalhar de forma mais intensa com nossa cultura, e deixar o pouco tempo para pôr o patins no pé e se divertir mais, sem se preocupar com fotos, vídeos e missões. Afinal o que não pode é deixar de ‘estourar a granada’ em algum lugar no fim de tarde!

Layout | anúncios

 

A despedida é em grande estilo e com o sorriso de sempre no rosto, foi mais de um ano junto da Vanguarda, nada melhor que um vídeo para marcar o período de SSM e mostrar só um pouquinho do que esse malandro já fez nos velhos picos de Sampa. Apesar das diversas lesões que atrasaram as sessões no começo, Akira recuperou o ritmo e hoje patina com a experiência da velha-guarda, mas com a disposição e espírito de garoto. Basta apertar o ‘play’ para sentir isso, ficamos surpresos e muito felizes com o resultado. Por fim, não poderíamos deixar de agradecer o fechamento e desejar boa sorte na nova fase, vai pra cima ‘Avelinos’ porque para nós você sempre será Vanguarda!

Aproveite para conhecer um pouco mais sobre o Akira em sua página aqui no site, vamos mantê-la no ar até o fim desse mês.

 

Obrigado por todo esse tempo de Vanguarda

Em todos os sentidos!

Lucas Fernandes | Membro

Você sabe o significado de prospect ? Seguindo a mesma estrutura da SSM escolhemos os membros da Vanguarda, em quatro diferentes níveis: a primeira linhagem, segunda linhagem, um padrinho da velha-guarda e, enfim, os prospects. Patinadores novos, pouco conhecidos na cena, mas que são o provável futuro… Espera! Mas de que futuro estamos falando? Podem ter certeza que não é como patinador envolvido, que corre todos os eventos, faz ‘o corre’ e tá no ‘game’, isso não combina com a gente! Por outro lado, patinadores que por suas escolhas, personalidade e criatividade, podem ser as futuras referências disso que chamamos de Patins Street. Lucas foi o primeiro prospect escolhido e podem ter certeza, não poderíamos ter sido mais felizes na escolha, com seu jeito atípico e descontraído já é muito influente para importantes patinadores!

Layout | anúncios

Com apenas 20 anos de idade já conquistou seu espaço como um dos patinadores mais criativos da sua geração. Mente livre de padrões, busca muitas e constantes referências em tudo que possa lhe dar novas ideias de como patinar, além da ‘forcinha’ natural que herdou ao ter mais propensão para as manobras de Negative: sua estranha e mais característica marca registrada! Seu primeiro vídeo é o resultado de um longo processo de amadurecimento como patinador, muitas das manobras foram aprendidas com o ‘rec’ ligado e se tivesse de escolher, acreditamos que não mudaria um segundo sequer do resultado final. Aumente o som e abra a mente antes do play, com vocês Lucas Fernandes mudando um pouco do que tínhamos pensado sobre Patins Street!

A mistura de gostos e de referências que ajudaram a compor esse role criativo, estão no perfil completo dele, aqui, no site da Vanguarda!

Vanguarda | Em todos os sentidos!

Imune em ‘Campon’ | #treinaremeupinto

Já faz um tempo que usamos uma impopular ‘hashtag’ em nossas fotos: #treinaremeupinto.  Para nós ela é um símbolo de uma fase, acho que chegou a hora de uma importante explicação: não estamos ligando a mínima para competições! Mas calma, é pessoal e intransferível. Respeitamos quem gosta e já gostamos também, só não estamos mais com vontade e temos alguns motivos!

Mad - TTS Poly Jam - Imune T!!!Mad e Jimmy patinam juntos pelas mesmas marcas há um tempo, se divertiram muito em eventos, campeonatos e a porra toda, sem hipocrisia… mas se cansaram! Com a Vanguarda conseguiram companhia nesse estado letárgico que explica o relaxo nos principais eventos da cena. Erick, Lucas e Max estão no mesmo não-ritmo de competição. Pode ser uma fase ou um traço de maturidade, não sabemos direito, mas o fato de estar mais a fim de se divertir é o principal motivo. Com a Vanguarda vieram fotos, vídeos e muitas missões pessoais a cumprir, então, às vezes só precisamos de um fim de semana livre, com o patins no pé, amigos e um pico agradável!

Um exemplo perfeito foi aproximadamente há um mês. Jimmy, Lucas e Mad participaram do IMUNE em Campon. Patinar em casa, com os amigos e sem esperar nenhum resultado, tornou o dia leve e divertido. Jimmy chegou às 3h da tarde com a cara inchada de sono e cheio de vontade. Ficou em 4º lugar para provar que não somos atletas e patinar é muito mais estado de espírito, do que treino. Lucas passou o aquecimento todo brincando no caixotinho, ainda assim terminou em 7º, e o Mad não foi pra final (contudo, não consegue deixar de sorrir quando vê essa foto do TTS* no ‘pole jam’ aí em cima!). Maxwell passou por uma experiência parecida na segunda etapa do PSP em Peruíbe, uma semana antes. Ele resolveu seguir o ‘flow’ e fazer o que estava com vontade: passeou pela pista na eliminatória somente com Frontsides e Backsides “sem se preocupar com o nível das manobras”, passou raspando em 9º e terminou em 5º no ‘profissional’. (Tem o vídeo da volta na página dele no facebook, só clicar!)

Jimmy - TopSoul Tork - Imune TOu seja, sabe aquilo de treinar antes, montar uma linha perfeita, cheia de manobras difíceis para os juízes, deixar de fora ‘aquela’ que você gosta, dormir tarde cheio de ansiedade, acordar cedo com sono, pernas trêmulas na hora e ficar triste se errar tudo que tinha planejado? É muito mais gostoso não sentir nada disso e simplesmente patinar, pode confiar! Romper com o romantismo de viver como patinador e fazê-lo por prazer, livre, com um sorriso no rosto e a música certa no fone! Enfim, não vamos deixar de ir aos eventos, afinal estar presente é o que mais importa, encontrar nossos velhos e futuros amigos. Mas é bom deixar bem claro, não vamos treinar! Tudo bem para vocês?

E gostaríamos de agradecer ao Tchesco Xgrind pelas fotos e parceria, sempre!

.

Lucas - One Roll - Imune T!

Em todos os sentidos!

* TTS é a abreviação da manobra True Spin Top Soul

 

Marcas e Parcerias | ONE Magazine

Somos parte dessa comunidade onde o posicionamento vale mais que benefícios comerciais. Vamos apresentar uma a uma as nossas escolhas e parcerias, sempre empresas idealizadas e comandadas por patinadores, que ajudaram a criar o Patins Street tal com o vivemos e estão ligados visceralmente à nossa cultura, o que é fundamental!

A ONE é a revista mais ‘classuda’ do Patins Street. Há exatos 8 anos em atividade, já deixa um legado enorme para nossa comunidade: ­­­são 20 edições impressas, 4 versões digitais e 1 único vídeo que marcou época. Além do portal online onde o conteúdo permeia as personalidades, os eventos e tudo que de mais importante acontece em nossa cultura. Com o mundo se tornando cada vez mais digital, o momento é de transição para toda e qualquer mídia impressa. Contudo, a intenção de imortalizar patinadores em suas clássicas páginas de papel continua sendo uma prioridade para a One Magazine.

ONE  - Moodboard!

Justin Eisinger leva à frente essa gigante e é o grande responsável por concentrar tanto trabalho bom. A ONE é também famosa pela qualidade fotográfica e seu design bem cuidado. É simplicidade aliada a bom gosto e muita classe! Apesar de não ser a primeira revista de Patins Street (como o nome pode sugerir), se tornou um divisor de águas em nosso meio, ajudando a reerguer e consolidá-lo, fortaleceu a imagem dos ícones e cobriu os principais eventos, sem deixar de lado a velha-guarda de patinadores. A revista já foi distribuída anteriormente no Brasil pela extinta ‘CPIMag’, sob o comando de João Paulo ‘JP’ (Rolling Sports), que nunca parou de fomentar e espalhar a publicação. Agora ganha mais um reforço e está disponível em nosso site! Por fim, não temos palavras para agradecer a pré-disposição e boa vontade do Justin e Jenn (sua esposa) para a nova parceria.

Olá a todos nossos velhos amigos e novos patinadores do Brasil!

A Vanguarda tem trabalhado para promover o Patins Street no Brasil e a ONE tem orgulho em apoiar essa causa. Fiquem atentos para os próximos passos da Vanguarda e em breve os novos produtos da ONE!

– Justin Eisinger

Conheça o site da ONE Magazine, e para ver todas revistas em nossa loja, clique aqui!

.

ONE | Em todos os sentidos

Maxwell | Plaza 50mm por Raoni Azevedo

Alguns meses atrás Max recebeu os novos patins como ‘Prospect’ da SSM. A ocasião merecia um vídeo de apresentação e a parceria com o videomaker Raoni Azevedo já estava fechada. Contudo, o tempo estava curto e a forma de patinar como sempre se transformando, sem tempo para tantos mindgames* dessa vez, o resultado foi um role tranquilo e divertido nas novas pistas cariocas: Lagoa e Duó!

Plaza 50mm

Todo esse contexto é perfeito e comum para a grande maioria dos patinadores que trabalha, estuda, namora e tem pouco tempo para filmar seus vídeos. O resultado da parceria é completamente novo: filmado com as clássicas lentes 50 milímetros, o vídeo nasceu naturalmente, sem muitas escolhas e conceituações, assim como o role simples e ‘classudo’ do Max. Cenas fechadas, closes e mais closes, muita luz nas manhãs cariocas, deixam claro o clima das sessões de apenas duas horas antes da pista encher e a responsabilidade bater: hora de ir estudar!

Essa parceria do Max com Raoni fazem do Plaza 50mm uma pequena amostra de como o olhar atrás da câmera pode mudar completamente um vídeo. E também que ser Patinador de Street vai muito além de fazer manobras!

Em todos os sentidos!

* mindgame é o termo usado para definir o que passa na cabeça de um Patinador de Street antes de um manobra. É uma batalha interna para vencer: medo, receios, apurar os sentidos, a concentração. Ou seja, é um jogo para convencer a própria mente do que somos capazes!